Ao Volante: É para o menino e para a menina

0
223

Toyota Aygo X-Clusive • 72cv • 160 km/h • 16 445€

A Toyota apresentou o novo design do citadino AYGO. As mudanças de aspeto são acompanhadas por um motor melhorado, novos equipamentos e cores, com múltiplas opções de personalização.

Mantendo a plataforma atual, partilhada com os modelos Citroën C1 e Peugeot 108, a Toyota é a primeira das marcas a mostrar uma nova cara do pequeno utilitário, agora que vamos com cerca de três anos desde que a presente geração foi introduzida no mercado. Os faróis redesenhados, agora com integração de luzes de circulação diurna em LED, a aplicação de ornamentos de cor diferente da carroçaria mesmo por baixo dos faróis, aumentam a predominância da assinatura X que a Toyota continua a usar neste modelo, agora ainda mais acentuada em todo o exterior. Na traseira, embora o para-choques não tenha sido alterado, a forma refinada dos farolins ajuda a lembrar o conceito X e até a criar uma dinâmica visual que contribui para uma imagem mais aguerrida. O motor 1.0 VVT-i continua a ser o único a equipar o Aygo, mas agora produz 72 cv, devido a melhoramentos internos, como aplicação de um sistema EGR, admissão com dois injetores, novo bloco de cilindros e novo volante de motor mais equilibrado, tudo destinado a, segundo o engenheiro-chefe do veículo, David Terai, reduzir emissões poluentes, vibração e ruído do motor. Houve ainda melhoramentos na suspensão, direção e no comportamento a baixa velocidade. O citadino da Toyota tem agora mais binário a baixas rotações, para ajudar na vida citadina, onde é realmente o seu lar. Em relação às melhorias anunciadas pela marca japonesa, a conclusão é que o Aygo apresenta, realmente, menos vibração a conduzir, é mais confortável a baixas velocidades dentro da cidade e mesmo em autoestrada, embora a pouca potência do motor possa ser um entrave a acelerações mais entusiásticas. A 110 km/h (limite de velocidade na Dinamarca, onde a Auto MAG foi conhecer o mais pequeno Toyota), o Aygo portou-se melhor que o esperado para este segmento, com conforto mas com desenvoltura limitada, principalmente nas ultrapassagens. Em Portugal o Aygo vai estar disponível em oito versões, com a mesma motorização e três ou cinco portas. O preço vai manter-se praticamente inalterado em relação aos modelos agora à venda, embora o equipamento disponível de série seja muito mais do que o que se encontra no mercado. A Toyota introduz neste renovado Aygo um sistema de infotainment baseado num ecrã sensível ao toque com 7 polegadas, conectividade Apple Play e Android Auto, bem como fi chas USB na consola central. A personalização deste modelo é mais extensa que na versão anterior, onde a cor de elementos como a decoração dos faróis, capas dos espelhos, saídas de ar condicionado no tablier e lábio inferior do spoiler dianteiro podem ser escolhidos consoante a vontade do proprietário. Destaque para as novas cores Magenta Splash e Azul Rico, além da edição especial X-Cite que terá uma mudança de cor base a cada seis meses.
txt_Tiago C. Pinto | tpinto@automag.pt

Veredicto: 7

O pequeno Toyota continua a ser uma das escolhas certeiras no segmento. O facto de ser o fruto de uma parceria com a PSA, ajuda na contenção dos custos de manutenção de motor e caixa de velocidades. Como veículo citadino, confortável e com equipamento moderno, preparado para as novas tendências, o Aygo é sempre uma boa opção para um escalão etário mais baixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here